O Brasil, de uns tempos para cá, tem cada vez mais deixado sua marca no mundo da gastronomia. Embora ainda tenha que caminhar um pouco para alcançar outros países em grau de notoriedade, o Brasil já mostrou que tem qualidade suficiente para isso, tendo figurado nas listas de melhores chefs e restaurantes do mundo com alguns representantes.

Sendo assim, confira agora a lista com os 10 chefs mais requisitados do Brasil!

1. Alex Atala

(Foto por Lucasdeandrade6 / CC BY-SA 3.0)

O chef Alex atala praticamente dispensa apresentações. Ganhou um destaque enorme nos últimos anos, por conta dos títulos de destaque que acumulou. Em 2012, o seu restaurante D.O.M. foi eleito o quarto melhor restaurante do mundo pelo ranking dos 50 melhores restaurantes da revista “Restaurant”, que funciona com uma espécie de Oscar da gastronomia. Além disso, em 2015 ele se tornou o chef brasileiro mais bem avaliado do renomado “Guia Michelin”, tendo o D.O.M. recebido 2 estrelas (de 3) e o seu outro restaurante Dalva e Dito ficado com 1 estrela. Isso o tornou um dos melhores chefs do Brasil.

Em seus pratos valoriza bastante a regionalidade, buscando sempre tirar o máximo dos ingredientes nacionais. Por isso, preza muito pela qualidade de tudo o que entra na composição dos seus pratos. Tem uma especial afeição pelos produtos amazônicos, que costumam figurar sempre no seu cardápio. Seu prato de destaque é o Pirarucu com Açaí.

2. Helena Rizzo

(Foto por VejaSP / Divulgação)

Helena Rizzo é atualmente uma das mulheres brasileiras mais poderosas do mundo da gastronomia. Apesar do ranking dos melhores chefs do mundo ainda serem dominados por homens, Helena mostra que as mulheres também tem muito talento para mostrar.

O seu restaurante Maní Manioca foi eleito o 46º melhor do mundo pela revista Restaurant de 2013 e por consequência deu a ela o troféu de melhor chef mulher da América Latina.

A comando do Maní desde 2006, procura oferecer pratos inovadores e criativos com ingredientes simbólicos da cozinha brasileira. Leveza e naturalidade são marcas do seu estilo.

3. Rodrigo Oliveira

(Foto por Mocotó / Divulgação)

Rodrigo Oliveira é um paulistano que usa suas raízes pernambucanas de inspiração para cozinhar o melhor que o nordeste pode oferecer. A frente do badalado restaurante Mocotó, Rodrigo aplica todo o seu conhecimento de família para transformar ingredientes e receitas simples em pratos muito elaborados.

Figura entre os melhores chefs do Brasil e da América Latina e certamente é uma promessa ainda maior para o futuro da culinária nacional.

4. Roberta Sudbrack

(Foto por Roberta Sudbrack / Divulgação)

Com um estilo contemporâneo bastante detalhista, Roberta Sudbrack tem experiência de sobra para ser considerada uma das maiores chefs brasileira da atualidade. De 2004 a 2012 ganhou nada menos do que 12 prêmios, inclusive o Top Chefs of the World, na França.

Um dos seus primeiros contatos com a culinária foi aos 17 anos, quando vendia cachorro-quente na rua. De lá para cá, ela foi se desenvolvendo de maneira autodidata, até o ponto que chegou a comandar a cozinha do Palácio da Alvorada, cozinhando por 7 anos para o então presidente: Fernando Henrique.

Hoje, possui um restaurante com seu nome em que pratica um estilo de cozinha contemporânea. A gaúcha também gosta de explorar o conceito de comida de rua em seu foodtruck.

5. Paola Carosella

(Foto por Paola Carossela / Divulgação )

É bem provável que você já conheça a chef Paola da televisão. Afinal, nos últimos anos ela tem sido jurada do programa Master Chef, que tem uma grande audiência em sua versão brasileira. Mais do que jurada, Paola é grande chef de cozinha e atualmente possui o restaurante chamado Arturito, focado na cozinha clássica mediterrânea.

Apesar de ser Argentina de nascimento, a chef é brasileira de coração. Tendo aprendido os grandes segredos da gastronomia com chefs renomados da Europa, acabou vindo parar no Brasil, e aqui já está há 16 anos. Desde que chegou, não parou de colecionar prêmios, com por exemplo de chef do ano, além de melhor restaurante.

6. Erick Jacquin

(Foto por Eric Jacquin / Divulgação)

O Jacquin também é um dos jurados do programa Master Chef. Com um sotaque muito forte, não consegue passar despercebido o fato de que não é brasileiro. Tanto que no programa de televisão tem que inclusive ser legendado.

A sua paixão pelo Brasil entretanto já vem de longa data, uma vez que depois de fazer carreira na França, desembarcou por aqui e acabou ficando. Há mais de 20 anos no Brasil, ele já comandou alguns restaurantes, todos muito prestigiados. De tal maneira que ele também já foi conhecido como chef do ano diversas vezes.

7. Henrique Fogaça

(Foto por Henrique Fogaça / Divulgação)

O antigo bancário, quando iniciou sua trajetória culinária vendendo hambúrguer, não tinha nenhuma pretensão de se tornar um dos melhores chefs do Brasil. Foi a vontade de se alimentar melhor que o levou para cozinha e de lá não saiu mais.

Com o tempo Henrique ganhou bastante reconhecimento.  De tal forma que hoje agrega o time de jurados do programa Master Chef. O seu estilo pessoal alternativo se mistura com sua prática na cozinha. Bastante influenciada pela comida de rua, o chef gosta de dar um toque contemporâneo em receitas brasileiras e italianas.

8. Thiago Castanho

(Foto por Octavio Cardoso / Divulgação)

“Um dos chefs mais inovadores do Brasil” foi assim que o jornal The New York Times definiu o paraense. Ele que comanda dois restaurantes com reconhecimento internacional, o Remanso do peixe e o Remanso do bosque, conseguiu colocar Belém do Pará no circuito gastronômico brasileiro.

O seu estilo de cozinha é altamente influenciado pela culinária amazônica, focando principalmente nos peixes da região. O chef caminhou um período pela alta gastronomia, mas recentemente aboliu do seu cardápio os menus degustação, simplificando-o e trazendo mais pratos para dividir.  A ideia é  atrair mais a população local para os seus restaurantes, fazer uma volta às origens.

9. Leonardo Paixão

(Foto por Jô Moreira / Divulgação)

Leonardo Paixão é um mineiro que não nega suas origens, mas que tenta dar uma mesclada nela. Dono do restaurante Glouton, um dos mais renomados de Minas Gerais, o chef busca misturar o sabor da roça mineira com a excêntrica cozinha francesa. Uma mistura bastante incomum, mas que dá certo. Tanto que, com pouco tempo de existência, o restaurante já alcançou diversos prêmios

10. Thomas Troisgros

(Foto por Tomas Rangel / Divulgação)

Neto do francês Pierre Troisgros, um dos precursores da “nouvelle cuisine” e filho de Claude Troisgros, chef de bastante renome no Rio de Janeiro, Thomas sempre carregou nas costas o peso do seu sobrenome.

Ele cresceu cozinhando e mesmo que tenha tentado fugir não conseguiu negar a vontade de seguir na profissão. Com o tempo e muito esforço, conseguiu provar para si mesmo que era digno do sobrenome que carregava, e então conseguiu ousar e assumir os restaurantes da família. Hoje está entre os melhores chefs do Brasil, a frente do Olympe, a casa carioca de maior renome, e ainda de outros 2 restaurantes.

Font: Menutrip.com.br

Quer saber mais sobre a profissão de Chef de cozinha? Clique aqui e descubra tudo sobre essa maravilhosa profissão.